Sobre nós

Logo Construirser (horizontal).png

O INSTITUTO CONSTRUIRSER foi fundado pela Psicóloga Ana Café. É uma fundação sem fins lucrativos que tem como missão estabelecer ações proativas e efetivas na prevenção, tratamento e redução dos danos decorrentes do uso de substâncias psicoativas. Nossa meta é, de forma ampla, atuar com a prevenção primária, secundária e terciária no intuito de, efetivamente, minimizarmos e impedirmos o crescimento das estatísticas de violência física, urbana e social decorrentes do uso. Ainda esperamos, com isso, impedir ou retardar o acesso precoce de crianças e de adolescentes às substâncias. Essa população, hoje, é considerada de maior risco para o desenvolvimento das dependências. Esse cenário, consequentemente, contribui para o aumento das estatísticas de abandono escolar, aumento dos casos de dst/aids, gravidez precoce e mortes por violência no trânsito e/ou urbana.

MISSÃO

Nossa missão é desenvolver, promover e atuar no sentido do bem-estar e qualidade de vida da sociedade. Nossa missão maior é buscar a felicidade livre do uso de drogas.

VISÃO

Acreditar, acima de tudo, no potencial humano para a felicidade.

VALORES

Atuar de forma ética em todas as nossas atividades, priorizar e respeitar a saúde emocional da sociedade.

Por que

Os problemas relacionados ao álcool e às drogas constituem uma séria e persistente ameaça à humanidade e à estabilidade das estruturas e valores políticos, econômicos, sociais e culturais . (Sessão Especial da Assembléia Geral das Nações Unidas). 

 

As estatísticas brasileiras apontam para um sério avanço no consumo e no comércio de substâncias lícitas e ilícitas em todas as regiões do país. O agravamento em torno do álcool ainda é a maior preocupação em termos de saúde mental e violência doméstica.

 

A precocidade com que crianças vêm experimentando substâncias lícitas e, rapidamente, passando para as ilícitas é o que, fatalmente, indica um aumento galopante nas estatísticas relacionadas ao desenvolvimento da dependência química no Brasil. 

 

A síndrome da dependência química é uma doença crônica e progressiva que afeta a saúde biopsicossocial do indivíduo e de nossa sociedade como um todo.

 

Muitos são os casos de crianças geradas e abandonadas por mães usuárias de drogas, jovens que abandonam as famílias e acabam não sendo inseridas no mercado de trabalho, devido ao desenvolvimento da doença, o que acaba impactando a economia de nosso país. E, acima de tudo, o agravo de doenças oportunistas, decorrentes do uso e da queda de imunidade dessas pessoas, desencadeando, assim, um aumento nas demandas por assistência médica e social. Questão essa que implica em altos custos para o governos com a manutenção e tratamento desta doença. 

Para que

Nosso objetivo é atender o que preconiza o SISNAD - Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas. Ele prescreve medidas para prevenção do uso indevido, atenção e reinserção social de usuários e dependentes de drogas. 

 

Através de estratégias de prevenção primária, secundária e terciária visamos buscar, incessantemente, atingir o ideal de construção de uma sociedade livre do uso de drogas lícitas e ilícitas, reduzir as estatísticas de contaminação das DSTs/Aids, orientar e tratar aqueles que já desenvolveram a doença para um projeto de reinserção social. 

Como

Um Programa de Prevenção deve estar inserido dentro de um contexto amplo de saúde, onde possamos estabelecer ações focadas na saúde mental, emocional, física e laboral. 

 

Nossa principal estratégia de mobilização é a valorização da vida e o resgate do indivíduo e da sociedade em que este vive.

 

Para atingirmos nossos objetivos temos como foco principal atuar em parceria com instituições de ensino, associações, organizações não governamentais e a sociedade civil como um todo. 

 

As ações de prevenção primária deverão ser implantadas em escolas com alunos desde o fundamental I até o ensino médio, junto às famílias, aos professores e aos responsáveis de instituições públicas e privadas. A dependência química é uma doença democrática, que atinge todas as camadas sociais e faixas etárias, por isso é fundamental ações que contemplem toda esta população.

 

Nossas estratégias de prevenção serão efetivadas através da implantação de programas de capacitação de professores, gestores educacionais, líderes religiosos, entre outros. 

 

Atuamos através de cursos de capacitação, palestras informativas e interativas, teatro institucional, grupos de debate, confecção e distribuição de material informativo em escolas, instituições religiosas, associações de moradores, empresas parceiras e em qualquer local no qual seja verificado a necessidade de programas de prevenção.

 

Paralelo a essas ações de prevenção primária, temos implantado um núcleo de atendimento social que estará oferecendo apoio psicológico e psiquiátrico às crianças e aos adolescentes vinculados ao Instituto, como também orientação aos pais. 

Para quem

Crianças de 6 a 10 anos e adolescentes a partir dos 11 até os 18 anos de idade serão o foco principal de nossas ações. Eles terão, além dos programas de ação preventiva, acesso a acompanhamento psicológico quando necessário, independentemente de já terem tido contato com drogas ou não. Nosso objetivo é que, através do atendimento e acompanhamento, esses jovens busquem outras saídas internas, que não o uso de substâncias para enfrentar os problemas que surgem em suas vidas e de seus familiares. Também buscamos avaliar e diagnosticar as principais comorbidades psiquiátricas que predispõem ao uso e aceleram o desenvolvimento da síndrome. 

 

As famílias também deverão ser orientadas na condução e formação desta população. Preparadas para um ser e agir fundamental na estrutura de funcionalidade de uma família preventiva. 

 

A capacitação de profissionais da Educação e da Saúde também é uma meta de nossas ações.