top of page
  • anacafe8

O Poder das Palavras: Como o Abuso Verbal Afeta as Crianças


O Jornal The Guardian publicou recentemente uma reportagem sobre uma nova pesquisa que mostra que gritar com crianças ou chamá-las de nomes depreciativos pode ser tão prejudicial quanto o abuso físico ou sexual. A pesquisa revela que o abuso verbal deixa as crianças em maior risco de automutilação, uso de drogas e até mesmo prisão.


Os autores afirmam que o abuso verbal deve ser reconhecido como uma forma séria de abuso, pois pode causar danos significativos ao desenvolvimento das crianças. O estudo revela que mais crianças sofrem abuso verbal do que abuso físico ou sexual, com até 40% delas sendo vítimas desse tipo de abuso. Palavras como “estúpido” ou “inútil” podem ter um impacto profundo na autoestima e no bem-estar emocional das crianças.


Um estudo do Reino Unido mostrou que crianças que foram verbalmente abusadas eram quase duas vezes mais propensas a usar cannabis e quase o dobro do risco de acabar na prisão em comparação com aquelas que não foram abusadas verbalmente.


É importante que os pais e cuidadores estejam cientes do impacto de suas palavras nas crianças e comecem a se comunicar de maneira positiva, apoiando e incentivando seus filhos.


Palavras têm poder, e é fundamental reconhecer o impacto que elas podem ter nas vidas das crianças. Juntos, podemos criar um ambiente seguro e positivo para que as crianças cresçam, floresçam e alcancem seu pleno potencial.


2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page